19 de jan de 2018

Sonda uretral flexível como método alternativo para aferição invasiva da pressão intracraniana em trauma cranioencefálico induzido em coelhos

G. Aiello , A.O. Andrades , A. Ripplinger , A.V. Soares , D. Polidoro , M.A.B. Vaz  , A.C.Colvero , R.P. Santos, R. Conceição , R.O. Chaves , A. Mazzanti

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v.69, n.6, p.1551-1559, 2017

LINK

RESUMO : O objetivo deste estudo foi utilizar a sonda uretral flexível como método alternativo para aferição da pressão intracraniana em coelhos com trauma cranioencefálico induzido pelo cateter de Fogarty 4 Fr (balão epidural) e comparar os dados obtidos com o método convencional de cateter de ventriculostomia. Foram utilizados 12 coelhos, machos, adultos, distribuídos aleatoriamente em dois grupos, denominados de G1: mensuração da PIC com cateter de ventriculostomia (n=6) e G2: mensuração com sonda uretral (n=6). Foram realizadas duas craniotomias na região parietal direita e esquerda para a implantação do cateter de ventriculostomia ou sonda uretral flexível e o balão epidural, respectivamente. A PAM, a PPC, a FC, a FR e a TR foram mensurados antes e após a craniotomia. A PIC foi avaliada após a craniotomia e a cada 10 minutos depois do preenchimento do balonete com 0,3mL de NaCl 0,9%, durante 40 minutos, e com 0,6mL, pelo mesmo período de tempo, totalizando 80 minutos. A PIC aumentou em ambos os grupos, sendo menores os valores registrados com a sonda uretral flexível. Foi possível reproduzir o aumento da PIC com o modelo experimental de TCE utilizando o cateter de Fogarty 4 Fr na região epidural e, embora haja a necessidade de outros estudos, a sonda uretral flexível demonstra ser um método alternativo de mensuração da PIC em coelhos com trauma cranioencefálico.

ABSTRACT The aim of this study was to evaluate the use of flexible urethral catheter as an alternative method for measuring intracranial pressure in rabbits with head trauma induced by 4 F Fogarty catheter (epidural balloon) and compare the data obtained with the conventional method of ventriculostomy catheter. In this study, New Zealand rabbits were randomly distributed into two groups, G1: measuring the ICP with ventriculostomy catheter (n=6) and G2: measuring the ICP with urethral catheter (n=6). Two craniotomies were performed in the right and left parietal region for the implantation of a ventriculostomy catheter and/or flexible urethral catheter and epidural 4 Fr Fogarty arterial embolectomy catheter, respectively. MAP, CPP, HR, RF and RT values were measured before and after of the craniotomy. The ICP value was measured after craniotomy, every five minutes during 40 minutes after the balloon was inflated with 0.3 ml with NaCl and further 40 minutes after the balloon was inflated with 0.6 ml. The ICP value increased in both groups; however, the ICP values were lower in the flexible urethral catheter. The flexible urethral catheter can be used as an alternative method to measure ICP values in rabbits with head injury. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário