4 de set de 2013

Tratamento cirúrgico de condroma extradural lombar em cão - relato de caso

Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 34, n. 4, p. 1835-1840, jul./ago. 2013

Paulo Vinícius Tertuliano Marinho,  Paulo César Jark,  Michelle Lopes Avante1, Julio Carlos Canola, Andrigo Barboza De Nardi,  Bruno Watanabe Minto

Surgical treatment of lumbar extradural chondroma in a dog - case report

link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/semagrarias/article/view/13194/pdf

Resumo

As neoplasias com origem no canal medular são infrequentes na clínica veterinária de pequenos animais, porém quando presentes podem causar sinais neurológicos importantes. Anatomicamente estas neoplasias podem ser classificadas em extradural, intradural-extramedular e medular. As neoplasias extradurais estão localizadas fora da dura-máter, porém podem causar compressão da medula. Os condromas são neoplasias benignas, caracterizadas pela formação de tecido cartilaginoso sendo rara a sua localização no canal medular tanto em medicina humana como na medicina veterinária. O objetivo deste trabalho é descrever um caso de condroma extradural lombar em cão em que a descompressão cirúrgica e retirada da massa permitiu a resolução dos sinais clínicos de paralisia com retorno da função dos membros pélvicos do paciente.
Abstract
Neoplasms originating in the spinal canal are uncommon in small animal veterinary clinic, but when present can cause significant neurological signs. Anatomically, these neoplasms can be classified as extradural, intradural-extramedullary and medullary. Extradural neoplasms are located outside the dura mater, but they can cause compression of the spinal cord. The chondromas are benign neoplasms characterized by the formation of cartilage and is rarely located in the spinal canal in both human and veterinary medicine. We describe a case of lumbar extradural chondroma in a dog that surgical decompression and removal of the mass allowed the resolution of clinical signs of paralysis with return of function of the hind limbs of the patient.

Nenhum comentário:

Postar um comentário