7 de dez de 2010

CARCINOMA SÓLIDO DE GLÂNDULA MAMÁRIA COM METÁSTASE EM MEDULA ESPINHAL

Ana Paula Iglesias Santin, Veridiana Dignani Moura, Naida Cristina Borges, Severiana Cândida Mendonça Cunha Carneiro, Denise Caroline Toledo, Regiani Nascimento Gagno Porto
Ciência Animal Brasileira, Vol. 10, No 4 (2009)

RESUMO


Neoplasias mamárias são comuns entre as fê­meas caninas e os carcinomas, dentre as formas malignas, ocorrem com maior frequência, particularmente o tipo sólido. Estes podem apresentar-se pequenos e incipientes à macroscopia, contudo são invasivos e pouco diferenciados, com possibilidade de produzir metástases que comprometem a sobrevida do animal. Assim, descreve-se o caso de uma cadela, da raça Fila Brasileiro, de seis anos, que apresentou tetraplegia consequente à metástase medular cervical de carcinoma sólido mamário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário